VI Simpósio INSP Vest: relatos de ex-alunos e novidades de 2018 destacam-se!

Dúvidas sobre o Ensino Médio, qual carreira escolher, qual faculdade… todos estes questionamentos fazem parte do dia a dia dos adolescentes, seja aqueles que estão ingressando no Ensino Médio ou os concluintes. Para auxiliar nessas fases transitórias, os coordenadores e a equipe de orientação pedagógica promovem o Simpósio INSP Vest, um bate-papo com professores, profissionais e ex-alunos que, atualmente, são universitários.

Como abertura do evento, a diretora do Instituto, Madre Teresa Cristina Leite, contou algumas novidades para o ano letivo de 2018 como, por exemplo, o aplicativo de exercícios e monitoria chamado “Escola 24h” e, além disso, explicou que será possível comparar os resultados das questões dos simulados com provas do mesmo nível de todo o Brasil.

Tanto o professor de Física, Anderson Moreira quanto os coordenadores, Gabriel Morse, do Ensino Médio, e Luis Fernando, do Ensino Fundamental II, afirmaram na confiança que possuem no desenvolvimento acadêmico dos estudantes e como isso se reflete nos resultados do vestibular ao longo dos anos. Para reforçar, a ex-aluna Giovanna Sérvulo, atual graduanda em Direito pela 

UFRJ disse nunca ter pensado que estaria na segunda melhor faculdade do Brasil. “Eu me cobrava e tinha expectativas sobre os resultados. Vocês precisam acreditar na base que tem, porque o INSP se preocupa com vocês e com o aprendizado”, afirma Giovanna.

O ex-aluno Leo Ignácio expôs a importância do estudo, mesmo que o objetivo seja uma faculdade particular. “Eu fiz um semestre de Medicina Veterinária em uma faculdade particular, com 100% de bolsa, pois fui o segundo melhor resultado do vestibular deles. Depois, passei para o mesmo curso em uma universidade pública e fui pela experiência”, completa Leo.

A mãe de duas estudantes do Instituto, Simone Candal, ex-atleta de Natação do Flamengo, disse acreditar tanto nos alunos do INSP e suas capacidades, tanto humanas quanto empreendedoras, que, atualmente, têm como estagiária a ex-aluna Mariana Perez que faz faculdade de Educação Física na UFRJ. “Meu primeiro semestre de faculdade foi muito tranquilo, graças ao conteúdo que aprendemos em sala de aula. Enquanto via pessoas perdidas, eu sabia a matéria porque já havia estudado”, conclui Mariana. Como professor de Educação Física e treinador das equipes do ATLETA INSP, Daniel Rodrigues explicou a importância de se trabalhar com aquilo que se ama e que isso é o que diferencia as pessoas. “Tenham paixão por aquilo que vocês querem ser e sejam os melhores. Nós, professores e coordenadores estamos aqui para apoiar e orientar, mas a escolha final é de cada um dos estudantes”, explica Daniel

Para aqueles que desejam cursar medicina, o convidado Carlos Eduardo Seda, médico e especialista em medicina esportiva pôde falar um pouco sobre direcionamento de mercado e especializações. Assim, a vice-diretora, Valéria Picorelli contou que acredita no potencial de cada um e que para cursar medicina é preciso estudar desde o primeiro ano do Ensino Médio. “Acreditem em vocês e estudem, se dediquem, estejam focados. O principal dificultador entre você e a faculdade é você mesmo”, conta Valéria.

Para encerrar, a ex-aluna e atual graduanda de Produção Cultural na UFF, Roberta Francesca falou aos estudantes como foi o processo de escrever seu primeiro livro. Intitulado “A Bailarina Torta”, a publicação reúne contos, poemas e poesias de autoria própria e foi lançado no último sábado, 25 de novembro.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.