Agora Petrópolis é Insperial!

Durante os anos de colonização do Brasil, a família imperial fez da cidade de Petrópolis seu local de descanso. Diferente dos estudantes do INSP, que embarcaram na viagem para ampliarem seus conhecimentos acerca  da história colonial na última quarta-feira (28).

A primeira parada da Aula de Campo foi a Catedral de São Pedro de Alcântara. Nela, os jovens da 1ª e 2ª série do Ensino Médio aprenderam sobre a arquitetura gótica e sua importância histórica para o Brasil, tendo em vista que, na catedral estão os jazidos do Imperador Dom Pedro II, sua esposa e a filha Princesa Isabel.

DSC_0230Avançando no período histórico, as escadas da casa “Encantada” de Santos Dumont já demonstravam que, ali, vivera um homem criativo e grandioso. Os adolescentes fotografaram e registraram os locais de descanso, estudo e invenções do aviador. Com as tradicionais pantufas do Museu Imperial, os 95 adolescentes aventuraram-se pela antiga casa de veraneio da família Real e conheceram os locais já comentados durante as aulas de história sobre o período colonial.

O Palácio Quitandinha, agora aberto ao público, foi a última parada da viagem dos estudantes. Imenso, grandioso, abastado e exagerado, impressionou a todos pela sua exuberância. Para o professor Eduardo Coelho, o palácio é uma verdadeira ode à perplexidade, “Foi notória a reação dos adolescentes diante do local. Os pequenos olhares tentavam abarcar dimensões tão desproporcionais.”, completou

DSC_0293Segundo o estudante Luiz Antônio Kronemberger, ir a Cidade Imperial com os colegas de classe foi uma experiência nova, apesar de já ter ido várias vezes com a família. “Com a visita guiada e companhado dos amigos é mais fácil absorver a história da Cidade. Você acaba se sentindo nos períodos que estudamos em sala de aula. É só imaginar a cidade com carruagens e as vestimentas de época.”, explicou Luiz.

Ao longo do dia, os estudantes utilizaram a hashtag #Inspetropolis e publicaram as fotos da viagem no Facebook e no Instagram.

 

Veja, na íntegra, o relato do professor Eduardo Coelho:

Que o sucesso é no INSP, todo mundo já sabe. Mas que esse sucesso acompanha cada aluno onde quer que ele vá ficou muito evidente neste dia 20 de maio quando os alunos do 1º e 2º anos do Ensino Médio do INSP invadiram a Cidade Imperial de Petrópolis para a realização de uma  aula de campo programada pelo Coordenador do Ensino Médio Gabriel Morse; conduzida pelos Professores EduardoCoelho e Bruno Barradas; acompanhada pelos disciplinários Miro e Victória Ramos; e, documentada pela representante do Departamento de Comunicação do INSP, Thais Souza.

DSC_0290O prenúncio do sucesso se fez sentir na chegada em massa de sonâmbulos alunos às 6h10min da madrugada nas dependências do INSP para o, agora tradicional, “café da manhã” com o Coordenador. Com quitutes naturebas e regado a bebidas muito saudáveis, nossos exploradores inspinianos nutriram-se para a grande aventura que viria: subir a Serra mantendo todos os nutrientes deglutidos dentro do próprio organismo.

Vencidos com louvor o zigzag da Serra e os enjoos abdominais, descortinou-se num dia cinematográfico de temperatura e pressão a Cidade de Pedro.  E por mais que ficassem envaidecidos, os Pedros Assucena, Nascimento e Bahia perceberam, não sem muito protestarem, que o Pedro da cidade não era o deles, mas o de Vossa Alteza Imperial D. Pedro II.  Por isso, sem desmerecer a legitimidade das demandas dos não pouco humildes Pedros do INSP, D. Pedro II em pessoa, mui respeitosamente, encaminhou a galera do INSP para um voo encantado à “Encantada” – Casa de Santos Dumont.

DSC_0291Lá, entre chuveiros, balões, relógios de pulso e “14 Bis” – não, ele não inventou o wafers envolto em chocolate! – os inspirados educandos do INSP travaram contato com a inventividade de início do século XX precursora do meio de transporte mais seguro do mundo e, por extensão, de um dos maiores problemas do Brasil: o saguão de espera dos aeroportos.

Como não poderia deixar de ser, o Sr. Alcântara ainda intimou seus súditos do INSP a uma experiência mística sem igual: a visita à Catedral de São Pedro. Diante da sacralidade que imperava no interior do templo, alguns alunos aproveitaram e fizeram suas orações. Muitas delas, entre agradecimentos e pedidos, deixavam entreouvir expressões como “me ajude a passar de ano em física, química, matemática e principalmente… em História!”

Após alimentar o espírito, o Imperador deposto em 1889 lembrou que o corpo discente do INSP poderia estar faminto, com seus estômagos tão vazios quanto aquela estrutura de metal encapada com vidro que um dia fora de cristal e repleta de orquídeas. Isto mesmo, o Palácio de Cristal não é de cristal, mas a fome que acometia o povo de Jacarepaguá era de verdade! Seguindo seus sentidos, em especial o paladar, o corpo discente foi parar no Paladar Restaurante… (trocadilho infame…)

Pois bem, a tertúlia gastronômica foi digna do império! Famintos como plebeus, o Paladar alimentou a todos como se fossem membros da família coroada. Tanto que para algumas alunas (que pediram discrição quanto à identidade) o projeto verão 2016 teve de ser adiado.

Enfim, extemporâneo ao nosso cicerone imperial, o Quitandinha foi o ponto final da viagem inspiniana a Petrópolis. Imenso, grandioso, abastado e exagerado (pra que uma piscina com 5m de profundidade?), o Quitandinha deveria se chamar Quitandão. Uma verdadeira ode à perplexidade, como podia ser visto nos pequenos olhares perdidos que tentavam abarcar dimensões tão desproporcionais.

E foi então que se agigantou a hora de dar tchau. À Cidade Imperial de Petrópolis, os conquistadores inspinianos da 1ª. e 2ª. séries do Ensino Médio agora acresceram mais um título: agora, Petrópolis também é uma cidade INSPERIAL! 

Visite Petrópolis

Museu Imperial
Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 11h às 18h
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 11h às 17h30min
Site Oficial: Clique aqui

DSC_0223Museu Casa de Santos Dumont – “A Encantada”
Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 9h às 17h30min
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 9h às 17h
Site Oficial: Clique aqui

Palácio Quitandinha
Funcionamento: 
Terça a quinta-feira, 9h às 21h;
Sexta-feira e sábado, 9h às 23h;
Domingo e feriado, 9h às 22h.
Site Oficial: Clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

Fale conosco.
Fale com a gente!
Olá, em que posso lhe ajudar?