Embarque, literalmente, nesta Aula de Campo…

Imagine como é ver o mundo do mar, de uma embarcação e ainda conhecer os pontos históricos do Rio de Janeiro. Parece assunto para marujo, mas foram os estudantes do Ensino Médio que embarcaram, literalmente, na Aula de Campo de 29 de abril, no Museu Naval.

Idealizada pelo coordenador Gabriel Morse em parceria com a Marinha do Brasil, a aula teve o acompanhamento dos professores Luiz Fernando Queiroz e João José Galdino. Estes ressaltaram os movimentos históricos e urbanísticos da cidade do Rio de Janeiro, perpassando pelos 450 anos de sua história e ressaltando a discrepância entre revitalização e revalorização da área central e portuária.

Embarcados na escuna da Marinha do Brasil, as turmas partiram do Espaço Cultural da Marinha, na Praça XV, centro do Rio. No prédio já funcionaram as antigas Docas da Alfândega, seguido pela vista da Estação das Barcas Rio-Niterói, inaugurada em 1906 e o primeiro aeroporto civil do Brasil, o Santos Dumont. O aeroporto é utilizado, atualmente, para voos nacionais, mas, no começo da aviação comercial recebia hidroaviões, aeronaves capazes de pousar na água.

DSC04909Com algum tempo a bordo, os adolescentes avistaram a mais antiga instituição de ensino superior do Brasil, a Escola Naval e o maior parque urbano do mundo, o Aterro do Flamengo. Os tradicionais cartões postais da cidade, Pão de Açúcar, Corcovado, praia de Copacabana e a Pedra da Gávea foram pontos fundamentais para a famosa selfie. No meio da Baía de Guanabara, os professores contaram fatos históricos sobre Niterói, a Fortaleza de Santa Cruz e o Museu de Arte Contemporânea. Como o mergulho final na história, os estudantes observaram de perto Ilha Fiscal, local conhecido por ter sido palco para o “Último Baile do Império” em 1889.

A exposição permanente “O Poder Naval na Formação do Brasil”, encontra-se no Museu Naval e ocupa sete salas. O tema destaca a participação do Poder Naval na História do Brasil, a importância que teve na formação do País e nos dias atuais. O descobrimento, a colonização e a maioria das invasões e ameaças vieram do mar. Daí a importância da História Naval brasileira, ainda tão pouco conhecida. Nela, diversos objetos importantes fazem parte do acervo exposto: modelos navais (maquetes de navios), obras de arte, canhões resgatados de navios naufragados, figuras de proa, medalhas, entre outros objetos.

Tudo isso foi mostrado através dos fatos históricos, numa linguagem e contexto contemporâneos, empregando-se também recursos interativos de som e imagem. No Pátio d’Armas destaca-se o espaço “Aves dos Mares do Brasil”, com 52 pássaros. No local, é possível conhecer 12 espécies de aves que sobrevoam os mares do Brasil. Ao percorrer o Pátio, os alunos também puderam avistar uma mina utilizada na Segunda Guerra Mundial e em um torpedo B-57 de 1894.

Colaboração: Gabriel Morse, coordenador do Ensino Médio.

 

Complexo Cultural da Marinha – Espaço Cultural da Marinha

Rio de Janeiro, RJ
Espaço Cultural da Marinha – Av. Alfred Agache, s/n, Centro, próximo à Praça XV
Telefone: (21) 2104-5592 / 2104-6025
secom@dphdm.mar.mil.br
Horário: terça-feira a domingo, das 12h às 17h.

Para mais detalhes, clique aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

Fale conosco.
Fale com a gente!
Olá, em que posso lhe ajudar?