Aula de campo para observar os biomas brasileiros no Jardim Botânico

Os biomas brasileiros: o tema abordado na Campanha da Fraternidade também faz parte do conteúdo programático do 5º ano do Ensino Fundamental. Uma aula de campo possibilita o contato direto e concreto com o conteúdo de sala de aula, desta forma, conhecer ao vivo as espécies da flora de alguns dos principais biomas do Brasil foi um dos vários aprendizados durante a aula no Jardim Botânico.

A Amazônia, o Cerrado, a Mata Atlântica, a Caatinga, o Pampa e o Pantanal são os tipos de biomas existentes no Brasil. Com exceção do Pampa e do Pantanal, todos os demais possuem espécies que os exemplificam e que foram vistas e tocadas pelos estudantes. Enzo Veloso, muito atento e fazendo várias perguntas para a guia, saciou sua curiosidade em saber porque algumas espécies de árvores tinham galhos e troncos contorcidos. “Essa planta é do Cerrado e se retorceu para melhor absorver a água”, explicou Enzo relatando a curiosidade que chamou sua atenção. Já Davi Thomaz, Bernardo Moura e João Marcelo Azevedo impressionaram-se pois a maior árvore do parque ainda é jovem. “Ela é a maior árvore e mesmo assim é considerada jovem”, relatou Bernardo impressionado.

Maile e Júlia foram juntas conferir o nome correto do fundador do Jardim Botânico.

Árvore de salsicha, Chuva de Ouro e Poção do Amor foram alguns nomes de árvores que aguçaram a curiosidade dos estudantes. Segundo a bióloga Nadia Salvador, uma das guias turísticas e educadores que acompanhou o grupo, em tempos de smartphones, despertar o interesse deles para além das telas dos celulares é a tarefa árdua nossa de todos os dias. Mas a curiosidade sempre fala mais alto. Foi assim com Maile Oliveira e Julia Macedo quando surgiu uma dúvida quanto ao nome do fundador do Jardim Botânico: elas correram até o busto dedicado ao monarca para conferir e ter certeza de que fora Dom João VI que plantou a chamada palmeira mãe.

Parte do que acontece numa aula de campo também pode servir como inspiração para os passeios das famílias com os filhos. Incentivar a curiosidade e estimular a busca por informações deve ser exercício diário das famílias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

Fale conosco.
Fale com a gente!
Olá, em que posso lhe ajudar?