Festa Junina resgata as danças e costumes da roça

Um grande arraial. Assim foi o dia 16 de junho no INSP. Alunos, amigos, familiares, professores, funcionários e Irmãs alegraram-se com o grande encontro das culturas do campo e do nordeste na musicalidade, na vestimenta e na culinária.

No Brasil, depois do Carnaval, as Festas Juninas são um dos eventos populares mais consagrados. Ruas, praças e escolas são decoradas com bandeirolas e, em barracas montadas ao ar livre, são servidas comidas e bebidas típicas da roça. Brincadeiras como pescaria, argolas e tiro ao alvo, além das danças tradicionais, como a quadrilha, fazem a alegria de crianças e adultos.

 

 

Assista aos melhores momentos da festa no turno da tarde


 

O ciclo das festas juninas começa meados do mês de junho, quando se festejam Santo Antônio, no dia 13; São João, 24; e São Pedro e São Paulo, no dia 29 de junho. As primeiras referências às festas de São João no Brasil datam de 1603.

Nos países europeus católicos, a festa era inicialmente chamada de “joanina”, em homenagem a São João. Trazida pelos portugueses para o Brasil, virou festa “junina” e foi incorporada aos costumes locais. Já a quadrilha é uma adaptação de uma dança da nobreza européia, le quadrille, muito presente nos salões franceses do século 18.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

Fale conosco.
Fale com a gente!
Olá, em que posso lhe ajudar?