Dom Orani Tempesta celebra dedicação do altar e da Igreja Nossa Senhora da Piedade

Um sonho que foi construído ano a ano concretizou-se no domingo que antecede o Domingo de Ramos do ano de 2017.

Apesar da manhã ter começado com chuva, ao aproximar-se do esperado momento, as nuvens abriram-se dando espaço ao céu azul e aos raios de sol que pareciam celebrar junto com a multidão que aguardava o Cardeal Orani João Tempesta, Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, para abrir as portas da mais nova Igreja dedicada a Nossa Senhora da Piedade.

Antes da chegada do Arcebispo, os fiéis receberam das mãos das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade a medalha de Santa Padroeira da Congregação e um fôlder com explicações detalhadas da nova Igreja que comporta cerca de 240 pessoas.

Neste domingo de inauguração, a Igreja Nossa Senhora da Piedade comportou muito mais do que 240 pessoas. Foram cerca de 800 fiéis que estiveram presentes no evento. A Superiora Geral da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade (CIANSP), Madre Neuza Cota da Silva além de convidados e autoridades civis e eclesiásticas, também estiveram presentes no evento. Antes da Missa, o Arcebispo e a Superiora Geral das Irmãs, descerraram a placa inaugural da Igreja.

Ao adentrarem a Igreja, todos foram recebidos pelos cânticos do Coral do INSP, coordenado por Irmã Edilane Silva de Alecrin. As vozes ornamentaram a celebração entoando os cantos durante toda a missa. A religiosa também foi a salmista da celebração. Gabriel Morse, coordenador do Ensino Médio do INSP e Fernanda Loureiro Peleteiro, estudante do INSP, foram os leitores.

A celebração do Rito de Dedicação, solenidade tradicional da Igreja, foi presidida pelo Arcebispo acompanhado de autoridades religiosas. O Rito é composto por quatro momentos muito peculiares que marcaram a dedicação da Igreja e do Altar.

 

A unção do altar – com cinco cruzes de mármore firmadas em sua bancada – e das paredes da igreja com o óleo do Crisma, faz do altar símbolo de Cristo, o “Ungido”, e dedica a igreja, totalmente e para sempre, ao culto cristão. Além do altar, Dom Orani ungiu todas as colunas da Igreja com o óleo santo.

 

O incenso, queimado sobre o altar, significa que o sacrifício de Cristo, que ali se perpetua de maneira sacramental, sobe para Deus em odor de suavidade. O turíbulo percorreu a igreja nas mãos do capelão do Instituto Nossa Senhora da Piedade, Padre Lídio dos Santos.

 

O revestimento do altar indica que o altar cristão é a ara do Sacrifício Eucarístico e a mesa do Senhor, em volta da qual os sacerdotes e os fiéis celebram o Memorial da morte e ressurreição de Cristo e comem a ceia do Senhor. Por isso, o altar é preparado e festivamente ornamentado. Participaram da primeira ornamentação do altar Madre Neuza Cota da Silva e Vice-Madre Ana Fernandes, da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade.

A iluminação do altar recorda aos fiéis que Cristo é “Luz para se revelar às nações”, cuja claridade resplandece a Igreja e por ela toda a família humana. Irmã Márcia Santiago e Irmã Joana D´Arc Paulino conduziram as velas ao altar. Logo que foram acesas, pelo Pároco da Igreja de Nossa Senhora do Loreto, Padre Sebastião Noronha Cintra, as luzes da Igreja foram todas acesas.

O Rito Eucarístico ocorreu logo após o Rito da Dedicação sobre o altar recém ungido, definitivamente fixo, tendo a superfície de pedra e base de madeira com o símbolo da Igreja talhado em alto relevo.

Em sua homilia, o Cardeal enalteceu a importância da educação católica. “Mais do que nunca, a missão de uma escola católica é orientar o caminho do bem. Na escola católica, gente inteligente e de capacidade intelectual e pedagógica aprimorada orienta os estudantes e é capaz de contagiar nossa sociedade com o bem interferindo no hoje e no amanhã”, explicou o religioso citando também a felicidade em ver uma escola crescendo e caminhando bem. Dom Orani congratulou-se com as Irmãs de Nossa Senhora da Piedade pela “louvável iniciativa em compartilhar este espaço sagrado com a comunidade local”. Referindo-se ao fato de que a Igreja é aberta ao público para a Missa dominical e semanal.

“Muito mais do que uma nova sala de aula no Instituto Nossa Senhora da Piedade, a Igreja é um lugar de encontro, de partilha, de perdão, enfim, um lugar de estar com o Senhor”, relatou Irmã Teresa Cristina Leite, diretora do Instituto Nossa Senhora da Piedade. Padre Lídio dos Santos, Capelão do Instituto Nossa Senhora da Piedade, falou sobre a presença crescente dos fiéis nas missas dominicais. “Entrando aqui, hoje, eu recordei quando começamos as primeiras missas aos domingos com menos de 20 pessoas. Depois, o grupo já estava com 30 casais e a capela ficou pequena. Passamos a fazer as missas dominicais no pátio, que logo também ficou pequeno. Nas últimas celebrações, usamos o Coliseu – nosso ginásio de esportes – e, agora, estamos aqui e mesmo assim não cabem todos. Meu coração está pulando de alegria!”, relatou Padre Lídio.

Palavras de Dom Orani João Tempesta, Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, durante a inauguração da Igreja Nossa Senhora da Piedade.

“Em frente a tantas más notícias, parece que nos contagiamos com o mal, principalmente ao ver tantas pessoas seguindo por este caminho. Por isso, mais do que nunca, a missão de uma escola católica é orientar o caminho do bem. (…) Que aqui, nesta Igreja, Irmãs, professores, funcionários, alunos e familiares possam buscar suas inspirações. Em frente a Nossa Senhora da Piedade, pedimos a disposição para que, mesmo diante de tantas catástrofes no mundo compartilhamos esperança. Diante de Maria, que apesar de acolher o filho morto, com carinho, compartilha suas dores e também suas alegrias. Maria é feliz na esperança de que em poucos dias acontecerá a ressurreição. Esta também é um pouco a percepção, não só da escola católica, mas do Instituto Nossa Senhora da Piedade em formar pessoas com essa mesma capacidade mariana de acolher e trazer esperança mesmo frente às mais adversas situações.”

Também participaram da celebração, o Vigário Episcopal de Jacarepaguá, Padre Robert Józef Chrzaszcz, o Pároco da Igreja de Nossa Senhora do Loreto, Padre Sebastião Noronha Cintra, o Padre da Arquidiocese de Belo Horizonte, Padre José Geraldo Sobreira, o Capelão do INSP, Padre Lídio dos Santos e Padre Renato Martins, além da presença de religiosas de várias congregações.

No momento da bênção final, Dom Orani, falou da importância em ter novos espaços de fé e da generosidade das Irmãs em abrir a Igreja à comunidade local. “Sentimos a necessidade de novos espaços de fé, novas igrejas, novas capelas, novos grupos… Enfim, sentimos falta de mais presença nessa grande cidade. Hoje, com a dedicação e a consagração do altar a Nossa Senhora da Piedade, o espaço vem servir ao Instituto, às Irmãs, seus alunos, familiares, funcionários e professores, mas também serve a esta região da cidade. Por isso, agradecemos a sensibilidade das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade em proporcionar ao povo da redondeza esta possibilidade”.

Na semana após a Páscoa, estudantes e familiares foram convidados a participar de Missas especiais celebrando a inauguração da Igreja, conforme circular enviada para casa.

Clique aqui para conhecer os significados dos vitrais, imagens e símbolos da Igreja Nossa Senhora da Piedade.

Veja, abaixo, o álbum resumido ou acesse os álbuns na página oficial do Facebook da Igreja Nossa Senhora da Piedade.

Links dos álbuns completos no Facebook:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

Fale conosco.
Fale com a gente!
Olá, em que posso lhe ajudar?