Frustração e tecnologia: temas da Roda de Conversa do INSP

Pensando nas mudanças repentinas que acontecem na vida de uma criança e o quanto isso pode afetar seu convívio e seu comportamento, tanto no ambiente familiar quanto escolar, o INSP proporcionou para os familiares dos alunos do INSP Kids e do INSP Júnior mais uma edição do projeto Roda de Conversa. A psicóloga Bruna Novaes, que orientou o encontro, convidou  os responsáveis a uma autoavaliação da imagem que passam para seus filhos.

O bate-papo contou com a participação da vice-diretora Valéria Picorelli e das coordenadoras pedagógicas Vânia Rodrigues, do INSP Kids, Eliane Giannotti e Márcia Esteves, do INSP Júnior. Nele, os presentes puderam entender as transformações que o crescimento e o desenvolvimento trazem, além de compartilharem experiências diárias de como lidar com cada uma delas.

O tema da roda para a Educação Infantil foi “Frustração: como ajudar seu filho a reconhecer e lidar com as emoções”. A faixa etária entre os 2 e 3 anos é a fase em que a criança passa a se diferenciar do outro, a formar sua subjetividade e, com isso, a expressar as próprias vontades e desejos, que nem sempre correspondem aos dos pais.

“Nessa idade as crianças não dominam a linguagem verbal, o que faz com que, muitas vezes, a comunicação sobre o que as incomoda se dê através da birra. Os adultos devem acolher essa criança, traduzindo em palavras os sentimentos que ela ainda não consegue descrever”, explica Bruna.

Já a conversa com os pais do INSP Júnior foi sobre “Família e tecnologia – novas possibilidades de relações”, abordando o novo contexto familiar, com as novas gerações cada vez mais conectadas. “Essa mudança de perspectiva altera as formas de nos comunicarmos com nossos filhos, que têm toda informação ao alcance de um clique. Além das relações familiares, as de amizade também se alteraram, os grupos estão cada vez mais numerosos nas redes sociais e distantes do convívio pessoal, que proporciona o olho no olho”, explica a psicóloga.

De que forma estar mais próximos e acessíveis a essa geração,cada vez mais questionadora, sem perder o papel de referência? Qual a maneira de protegê-los das armadilhas do mundo digital? Como lidar com o imediatismo, a urgência possibilitada pela conectividade?” foram algumas das questões debatidas no evento e que orientaram os presentes acerca do universo virtual.

A participação e a formação de pais fazem parte do Jeito Piedade de Educar e estão contempladas em várias atividades que compõem os projetos do Programa A Grande Conquista, que fundamenta o fazer pedagógico da Rede Piedade de Educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

Fale conosco.
Fale com a gente!
Olá, em que posso lhe ajudar?